Polémico

Pinterest

No outro dia, em conversa com um amigo nosso, ele disse que as gaiatas só iam aumentar de visualizações e subscritores no youtube, se falassem sobre temas polémicos. Lá começou a enumerar imensos temas com os quais nenhuma de nós se identificava, propôs falar com um amigo dele que é youtuber com imensos subcritores para ele nos entrevistar e falar sobre nós, porque só assim iríamos ganhar dinheiro com o blog.

Além de ficar escandalizada com o que ouvi, percebi que algumas pessoas olham para os blogs e para o youtube apenas como um meio para obter dinheiro. 

Confesso, esta conversa assustou-me, estamos cada vez mais preocupados com os números e com a receita que podemos obter desses números, em vez de querermos ser nós próprios a transmitir mensagens úteis e sinceras.

Este post está a ser escrito, para vocês ignorarem todos os exemplos que dei acima, para vocês nunca se prenderem aos números, mas sim para fazerem aquilo que realmente gostam. Se as gaiatas estivessem presas aos números neste momento não estaria aqui a escrever para vocês.

Gostava de perceber o que é que vocês acham sobre este assunto, preferem conteúdo artificial que se encontra em todos os canais do youtube ou preferem conteúdos sinceros e espontâneos com temas que vocês pensam mas não expressam? 

Dei este exemplo na discussão: “Isto é fácil, tu preferes ter muitos amigos (se é que se pode chamar amigos) ou preferes ter poucos amigos mas saber que são aqueles com quem podes contar e que te apoiam?”. Acho que é óbvio que a escolha foi a segunda opção. Pois bem, essa também é a minha resposta quando o tema são subscritores no youtube ou seguidores nas redes sociais. As gaiatas sempre quiseram ter uma comunidade de seguidores que gostam do que escrevemos e que se identificam, pessoas que nos inspiram com as suas histórias e que interagem connosco.

E aqui fica um conselho: nunca se prendam a números, porque se o fizerem estão a desistir dos vossos sonhos, independentemente do sonho. Mas mais importante que isso, não se prendam ao que as pessoas dizem sobre o vosso trabalho quando estão a interferir negativamente com a vossa essência e com os vossos valores. Nós sempre aceitámos críticas construtivas, mas nunca críticas que nos levam a um rumo que nunca desejámos.

Deixo aqui o link de um blog com o qual me identifico muito, não pelos números, mas pelo conteúdo. 

Inês

Share:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

ÚLTIMOS VÍDEOS