Quando já não sabes escrever…

Voltei. Fui só descansar a cabeça durante uns meses e acho que estou de regresso…. espero que definitivo. Ter um blog não é propriamente fácil. É preciso trabalho muito trabalho, mas acima de tudo é preciso tempo. 

Depois dos vídeos de natal que fizemos no ano passado,  decidi que precisava de dar um tempo ás gaiatas, não à amizade, isso nunca, mas à exposição que ter um blog cria. No início e mesmo agora quando me abordam acerca de um vídeo ou post no blog que gravei ou escrevi, fico sempre envergonhada, porque acho que nunca tenho a noção que as pessoas veem ou leem aquilo que gravo e escrevo até me confrontarem com isso. Depois dos vlogmas senti que talvez me tivesse exposto demasiado, gosto do meu espaço e de proteger os locais/momentos em que me sinto segura e plena e expor esse lado é quase como se deixasse de ser só meu. Provavelmente não entendem o que quero dizer, nem eu entendo por vezes. 

Depois existe o outro lado: sinto que não tenho nada de interessante para partilhar com as pessoas que nos seguem, a minha vida é demasiado banal para despertar interesse. Há pouco tempo atrás em conversa com umas amigas acerca deste tema, elas disseram-me que eu devia voltar a escrever e que por vezes não tem de haver nenhum assunto propriamente, simplesmente posso partilhar um sentimento, um estado de espírito. Bem, é isso que estou a tentar fazer.

Chega de escrita por hoje, amanhã é segunda-feira e resta-me um domingo para aproveitar. (Agora vou procurar uma foto do verão pacífico que tive para colocar neste post. Fotos recentes só do meu cão mesmo. Ah e de uma vespa asiática fofa! Bom domingo! ⭐

Inês.

Share:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

ÚLTIMOS VÍDEOS